Rodoviária – Administração 2018-01-03T17:09:01+00:00
Lar Frederico Ozanam
Símbolo 100 anos SSVP Salto

Administração


A administração do terminal rodoviário da Estância Turística de Salto é realizada pela Assistência Vicentina Frederico Ozanam, obra unida à Sociedade de São Vicente de Paulo de Salto, estabelecida nesta cidade.

A sociedade de São Vicente de Paulo de Salto foi fundada em 1917 e atende famílias carentes da cidade, administrando também um abrigo de que acolhe idosos com vulnerabilidade social por mal tratos físicos,  verbais ou não tiveram condições de se manterem economicamente.

Pelo elevado contribuição de serviços prestados de forma voluntária o poder publico em 19 de dezembro de 1994 com a promulgação da lei n° 1825/94, aprovada pela Câmara Municipal de Salto e sancionada pelo prefeito municipal Sr. Jesuíno Ruy concedeu a Assistência Vicentina Frederico Ozanam instituição jurídica ligada a Sociedade de São Vicente de Paulo  por dois anos(2 anos), a partir de 01/01/1995 o uso da unidade administrativo do Terminal Rodoviário de Passageiros de Salto, cabendo-nos administrar o bem público de acordo com o Regulamento editado pelo Decreto Municipal n° 78/89 e 68/94.

Dado ao excelente desempenho na administração do bem publico houve a prorrogações das concessões nos períodos 01/01/1995 à 31/12/1996 (2 anos)  Lei n° 1825/94,período 01/01/1997 à 31/12/2001 (5 anos) Lei 1909/96 e período 01/01/2002 à 31/12/2017 (16 anos) Lei 2245/2000 e 01/01/2018 a 31/12/2028 (10 anos) Lei 3695/2017.

Desde o início das concessões, atuamos de forma preventiva conseguindo manter toda a Rodoviária, amparada e segura. Todo os custos administrativos e da mão de Obra (regime CLT) é realizado pela concessionaria.

Mensalmente são elaborados demonstrativos financeiros receitas/ despesas e aplicação do lucro ao poder publico .

Os lucros obtidos pela administração do terminal rodoviário é destinado integralmente no amparo dos idosos saltenses em situação de vulnerabilidade social, abrigados pelo no “Lar Frederico Ozanam” localizado a Rua Marquês de Tamandaré 525 Bairro Jardim Bandeirantes Salto/SP.

Destacamos algumas ações no Terminal Rodoviario

– 1996:

Juntamente com as restaurações dos bancos, placas indicativas ao trânsito, fizemos uma rampa para acessibilidade de cadeirantes.

– 1997:

Adequação de sala para refeitório a fim de atender os funcionários da Rodoviária.

– 1998:

Revitalizamos os jardins com plantas ornamentais no talude preenchendo o campo com o nome da cidade – SALTO e plantio de catorze pés de Ipês roxos.

– 1999:

Plantamos nos jardins quatro árvores de lei: Jequitibá branco, Jequitibá rosa, Cabreúva e Peroba.

– 2000:

Substituímos as plantas cinerárias, dos jardins,  por pingo de ouro e plantamos vinte e duas árvores “canelinhas”  no estacionamento.

– 2001:

Reformamos totalmente o telhado com substituição das calhas.

Despesas: R$ 14.378,00.

– 2002:

Pintura total da Rodoviária, despesas R$ 12.000,00.

– 2003:

Por ocasião das festas juninas, passamos a recepcionar os usuários, oferecendo-lhes quitutes e bebidas juninas, como também, decoramos o local a rigor e músicos se apresentaram com canções típicas.

– 2004:

Reformamos 100% (cem por cento) a rede hidráulica, transformando-a em aérea. Despesas: R$ 22.000,00.

– 2005:

Reformamos totalmente a rede elétrica.

Despesas: R$ 13.000,00.

– 2006:

Reformamos todos os sanitários.

Despesas: R$ 7.000,00.

– 2007:

Revitalização dos jardins, pintura do teto, instalação de placas indicativas e restauração dos sanitários.

Despesas: R$ 6.160,35.

Neste mesmo ano foi iniciado o funcionamento do Terminal Urbano, quando assumimos os serviços de limpeza, segurança (dia/noite) e jardinagem.

– 2010:

Limpamos totalmente os jardins e revitalizamos as plantas.

Despesas: R$ 4.000,00.

– 2011:

Conforme Lei Estadual n° 14.547 de 14/09/2011, foi proibido cobrar taxa para uso do sanitário nas rodoviárias no Estado de São Paulo, o que diminuiu nossas receitas .

– 2012:

Limpamos a Rodoviária, contemplando teto, tesouras, colunas e lajes.

Despesas: R$ 6.000,00.

– 2013:

Substituímos parcialmente as calhas, bocais e condutores do telhado.

Despesas: R$ 9.000,00.

– 2014:

Shows na Rodoviária, nas primeiras e terceiras terças-feiras de cada mês, no horário das 17h30 às 19h00, com músicos do Conservatório Musical Maestro Henrique Castelari que se apresenta com brilhantismo, para satisfação geral.

– 2015:

Reformamos totalmente os sanitários com mudança de layout, substituindo todos os lavatórios, mictórios, torneiras, vasos sanitários, espelhos e pintura total.

Despesas: R$ 12.766,96.

– 2016:

Manutenção no telhado da Rodoviária: consertos e troca de telhas, soldas em calhas, substituição de condutores e entroncamentos para eliminação de vazamentos e limpeza interna e externa.

Limpeza também em cima das lajes de todos os boxes/agências.