Salto – Brasão 2018-01-03T09:16:38+00:00

Brasão de Armas Municipal


O Brasão de Armas do Município de Salto, de autoria do heraldista e vexilólogo, Dr. Lauro Ribeiro Escobar, assim se descreve: escudo ibérico, de blau royal, com uma flor de liz encimada de dois taperás voantes, a de dextra voltada, encimando uma faixeta ondada, abaixada, tudo de prata e bordadura gironada de foles e de ouro de oito peças, carregada de quatro vieiras e quatro estrelas de seis raios, de um no outro; o escudo é encimado de coroa mural de prata, de oito torres, suas portas abertas de goles, tem como suportes, à dextra, um ramo de cafeeiro folhado e frutado, e à sinistra, uma haste de cana de açúcar folhada, ambos ao natural e listel de blau, com a divisa “Labor Omnia Vincit”, de prata.

O Brasão de Armas tem a seguinte interpretação:

* O escudo ibérico era usado em Portugal à época do descobrimento do Brasil e sua adoção evoca os primeiros colonizadores e desbravadores da nossa Pátria;

* A cor blau (azul) royal do campo do escudo, constitui representativo heráldico de justiça, formosura, doçura, vigilância, serenidade, nobreza, constância, firmeza incorruptível, dignidade, zelo e lealdade, referindo-se aos atributos dos administradores e munícipes, que no firme, incansável e diuturno trabalho, promovem o progresso do Município, aludindo, outrossim, às belezas naturais da região;

* A flor de liz é o atributo de Nossa Senhora, reverente menção à Santíssima Padroeira do Município, Nossa Senhora do Monte Serrat, e, por extensão, à primeira capela mandada construir pelo capitão Antônio Vieira Tavares, marco da fixação do homem ao local e do berço de Salto;

* Os taperás, são emblema heráldico de afeição à própria terra e de igualdade entre os cidadãos, sendo tais aves o símbolo de Salto, intimamente ligadas às tradições locais;

* A faixeta ondada, representa os curso de água, o histórico rio Tietê, cujas margens tem Salto o privilégio de se situar, e, bem assim, afirma a riqueza hidrográfica do Município, com o Rio Jundiaí, e numerosos córregos e ribeirões que irrigam as terras ubérrimas do Município;

* O metal prata tem o significado de felicidade, amizade, integridade, pureza, temperança, verdade, franqueza e formosura, a realçar o clima de harmonia e compreensão de que desfrutam os Munícipes, e, novamente, as belezas naturais da região;

* Compondo a bordadura, as vieiras de ouro sobre goles (vermelho) aludem às armas da família Vieira e as estrelas de seis pontas de goles (vermelho) sobre ouro, às da família Tavares, justa homenagem ao capitão Antônio Vieira Tavares, o fundador de Salto, que erigiu a primeira capela no local e doou de suas terras, possibilitando a formação do primitivo núcleo que deu lugar ao nosso Município;

* A vieira é o símbolo da paciência e contentamento; a estrela, de guia seguro; esperança de sucesso numa empresa arriscada, aspiração a coisas superiores e a ações sublimes, luz nas trevas da noite; o metal ouro, é emblema de esplendor, riqueza, generosidade, nobreza, glória, poder, força, fé, prosperidade, soberania e mando, e a cor goles (vermelho), de audácia, valor, galhardia, intrepidez, nobreza conspícua, magnanimidade e honra;

* A coroa mural é o símbolo da emancipação política, e, de prata, com oito torres, das quais unicamente cinco são visíveis, constitui a reservada às cidades; as portas abertas, proclamam o caráter hospitaleiro do povo de Salto e a cor goles, na posição em que se encontra na coroa mural e por ser no Brasil é identificada com o Direito e a Justiça, está a significar que Salto é cabeça de Comarca, como a dizer: “Dentro destas portas encontrareis a justiça”.

* O ramo de cafeeiro e a haste de cana de açúcar, produzindo, assinalam a fertilidade das generosas terras de Salto e os seus notáveis produtos agrícolas e que fizeram a prosperidade do Município, contribuindo, decisivamente, para que este atingisse o desenvolvimento atual;

* A divisa “Labor Omnia Vincit”, é a tradicional, adotada desde os idos de 1931, quando Salto teve seu primeiro emblema, a significar “o trabalho tudo vence”, uma afirmação de fé dos Munícipes na força do trabalho.

* O Brasão de Armas Municipal é de uso obrigatório em todos os documentos, papéis e publicações do Município, tanto do Legislativo como do Executivo, e será usado com a representação dos esmaltes, em conformidade com a Convenção Heráldica Internacional, em impressões monocromáticas e com a obediência das tonalidades heráldicas, quando a impressão for feita em policromia.

brasao_salto